terça-feira, novembro 14, 2006

Uma questão de medo

Que as mulheres têm medos descabidos eu concordo, afinal não tem lá grande lógica que se suba pa cima duma cadeira aos berros quando se vê um rato, ou que se deite a casa abaixo se aparece um aranhiço na casa-de-banho... já compreendo melhor quando suam de cada vez que vão ao dentista!
Tudo bem, medos há muitos e já ouvi relatos deveras ridículos, agora, um que eu ouvi um dia destes e me deixou a rebolar de tanto rir, mas daquele rir que deixa os maxilares a doer foi que as mulheres têm medo de receber carinho...ok agr vou fazer uma pausa para que também possam espolinhar-se em gargalhadas...já ta?Mais uns segundos...
Não é mesmo de partir o côco a rir esta??? A sério, as mulheres com medo de carinho...ainda se fosse medo do marido alcoólico?agora de carinho...ai meu deus!

7 comentários:

Joana Marques disse...

Eu tb ouvi!é realmente de partir o coco a rir...acho q até fiquei com dores de barriga!Esse grande sábio tem que vir cá ler isso!!

Joana Marques disse...

Pior, disse tb que nós, mulheres, temos medo de relações sérias!!ufffa

Grande sábio disse...

Pa verica-se aqui uma grande distorçao dos factos que realmente ocorreram, mas também que mais se poderia esperar de quem passou a jantar a comer azeitonas, enquanto que a outra personagem passou o jantar a perdigotar tudo em seu redor!Ah falta ainda referir que tanto uma como outra tresandavam de cheiro a cavalo...o que realmente foi dito aplicava-se apenas a uma pequena comunidade de mulheres, oriundas da covilha, que insistiam em negar o que se sentiam por um belo rapaz que delas de acercou enquanto devorava ferozmente o seu pedaço de pato (ou seria frango?ja nao me lembro, ate porque as personagens desta historia, tem tanta cultura que tem, nao distinguem entre pito, vulgo frango, e pato!..)enfim, para a historia fica uma optimo fim de semana, sem carinho, mas com um ursinho de pelucia spr a curtir =)

Joana Marques disse...

Eu não passei o jantar a comer azeitonas!!Parece que lá estivemos uma semana inteira! Não me queres oferecer uma casa lá e um cavalo já agora??

Anónimo disse...

Há gente para tudo. E nem sequer deu para rir. O nível editorial está a decrescer. :(

Joana Marques disse...

Espera, eu vou ali chorar para um canto e já venho

romi disse...

bem ainda bem k eu agr controlo a minha raiva senão agr iam seguir-se uns palavrões terríveis...