sábado, dezembro 02, 2006



A tua Pequena Dor
Rui Veloso & Carlos Tê

A tua pequena dor
quase nem sequer te dói
é só um ligeiro ardor
que não mata mas que mói.
É uma dor pequenina
quase como se não fosse
é como uma tangerina
tem um sumo agridoce.
De onde vem essa dor
se a causa não se vê
se não é por desamor
então é uma dor de quê?
Não exponhas essa dor
é preciosa é só tua
não a mostres tem pudor
é o lado oculto da lua.
Não é vicío nem custume
deve ser inquietação
não há nada que a arrume
dentro do teu coração.
Talvez seja a dor do ser
só a sente quem a tem
ou será a dor de ver
a dor de ir mais além?
Certo é ser a dor de quem
não se dá por satisfeito
não a mates guarda bem
guardada no fundo do peito.

Quem a não tem? Não é preciso passar muitas horas a ler guidelines para ela vir à tona, se bem que já passei...Enfim, coisas de quem pensa.

3 comentários:

Joana Marques disse...

Se abriste isto para escrever um comentário resmungão, STOP! Foi a pensar em ti também;)

romi disse...

dores neste momento são mais que muitas!

Joana Marques disse...

Eu nem quero começar a falar disso!!!